Ir para conteúdo ↓

Goalkeepers: ex-alunos da UWC falam de impacto e desenvolvimento sustentável em evento da Fundação Gates

27 September 2018

27/09/2018

"O mundo que nós queremos, um mundo em que todos possam sonhar com um futuro melhor e torná-lo realidade, é um mundo sem extrema pobreza." Foi assim que Bill Gates, fundador da Microsoft, definiu o tom da edição de 2018 do evento Goalkeepers, realizado nos dias 25 e 26 de setembro, em Nova York, pela Fundação Bill e Melinda Gates. 

A cerimônia coincidiu com a Assembleia Geral da Organização das Nações Unidas e faz parte da campanha da Fundação para alecerar o progresso dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da ONU, reconhecendo avanços conquistados na erradicação da pobreza e celebrando personalidades de todo o mundo comprometidas com inovações que contribuam com a causa, especialmente por meio do uso criativo e disruptivo de ciência e tecnologia. 

Desde 1990, mais de um bilhão de pessoas já deixaram a condição de extrema pobreza. Mas em um contexto de conflitos, corrupção e mudança climática, os diferentes paineis e apresentações transmitidos online, direto do Lincoln Center, abordaram especialmente os desafios enfrentados pela população jovem global, bem como o seu poder e potencial para promover mudanças em sua própria comunidade por todo o mundo. 

Ao lado de líderes como o presidente francês Emmanuel Macron, a primeira-ministra da Noruega Erna Solberg e da ativista moçambicana Dame Graça Machel (cujos filhos estudaram no Waterford Kamhlaba UWC), o movimento UWC esteve representado pelos ex-alunos: David Senghe (UWC Red Cross Nordic 2004-2006) e Andrew Nalani (UWC-USA 2010-2012). Os dois foram convidados a abordar no Goalkeepers 2018 iniciativas prórpias para promover mudanças em seus países de origem (Serra Leoa e Uganda, respectivamente). 

"Eu deixei a Serra Leoa ainda adolescente, para dar continuidade aos meus estudos. Quatorze anos depois, com um PhD em biomecatrônica e uma família recém-formada, eu retornei a pedido do meu presidente, Sua Excelência Julius Maada Bio, para fazer parte de algo audacioso: a criação do Departamento de Ciência, Tecnologia e Inovação [do governo] de Serra Leoa." Senghe apresentou sua trajetória antes de chamar ao palco o presidente de Serra Leoa para uma conversa que também contou com a participação de Bill Gates. Assista à entrevista completa (em inglês): 

 

You have not allowed cookies and this content may contain cookies.

If you would like to view this content please

 

Já Nalani, cofundador da African Leadership Experience, encontrou inspiração para a carreira e o projeto (focado no desenvolvimento de habilidades fundamentais para o crescimento pessoal e profissional de indivíduos e organizações) em sua própria experiência como participante do Pearson Seminar on Youth Leadership, um programa de curta duração da UWC. 

Revisitando as vivências do progama no Canadá, Nalani destacou a importância para ele de ter se encontrado em um lugar onde seus erros eram bem-vindos ou até mesmo celebrados, porque se tratava de um espaço de aprendizado. "Em vez de me dizerem o que fazer, eu fui convidado a formular as minhas próprias perguntas e imaginar as minhas próprias respostas em prática no mundo."

Ele acrescentou, "Quando o programa terminou, eu senti que alguém tinha me dado a minha vida de volta. Eu me peguei pensando, 'por que levou 17 anos da minha vida para que eu me sentisse vivo sobre uma experiência educacional?!' Eu voltei para a escola pensando pela primeira vez que eu podia imaginar algo e torná-lo realidade – não só para mim mesmo, mas também para a minha comunidade." Assista:

 

You have not allowed cookies and this content may contain cookies.

If you would like to view this content please

Andrew, who spoke to UWC International, says that his UWC educational experiences (at UWC-USA and as a short course participant at Pearson College UWC’s Seminar on Youth Leadership) “changed [his] life." 


 

Tagged Alumni